sábado, 12 de julho de 2008

Como elaborar, sem medo ou vergonha, uma redação.


  • Olá amigos(as), espero que estejam todos(as) muito bem!

    Hoje gostaria de ensinar, como desenvolver uma boa redação. Tenho observado que a maioria dos meus alunos, mesmos os que já estão no 8º ou 9º ano (antigas 7ª e 8ª séries), não sabem ou não dão importância ao hábito de escrever com atenção um texto simples como a redação.

    Mesmo eu dando o tema a ser abordado, muitos cometem erros enormes, porém tolos, mais por falta do hábito da escrita e da leitura, do que não saber escrever.

    Eu falo para eles, que escrever uma redação é contar uma história ou fato ocorrido ou imaginário, com a diferença que em vez de utilizar a língua falada, eles utilizarão a língua escrita, que é um pouquinho mais complicada. Mas não impossível!

    Tenho um macete básico para elaborar uma boa redação:
  • Ter atenção aos parágrafos, que devem ser no mínimo três (começo, meio e fim);
  • O início é a apresentação do tema escolhido;
  • O meio é o desenrolar desse assunto escolhido, a opinião sobre pessoal sobre o tema;
  • O fim ou desfecho é a conclusão sobre tal assunto. Mas nunca conclua o final na 1ª pessoa, sempre na 3ª, seja singular ou plural;
  • Não esquecer de iniciar frases com letras maiúsculas (esta é a mais esquecida);
  • Evitar repetição de palavras e substituí-las por sinônimos (palavras de sentidos semelhantes);
  • Prestar atenção ao que escreve, ou seja, sempre que terminar um parágrafo, dar uma lida para ver se está coerente e com o sentido desejado pelo tema abordado;
  • Jamais utilizar gírias, palavras pejorativas ou abreviações tipo: tá (está), tô (estou), ce vai onde?(você vai...), entre outras;
  • E para fechar bem uma redação, releia do começo ao fim, para certificar-se da coerência e se o assunto abordado atingiu sua meta e nunca utilize a palavra FIM na conclusão.

    Existem pessoas, ou alunos, que falam muitíssimo bem, mas na hora de falar (escrever) no papel...hum a coisa muda de figura!
    Remexendo nos meus guardados, achei uma frase de Fernando Pessoa que é de grande sabedoria e ajuda:

    "A palavra falada é um fenômeno natural; a palavra escrita é um fenômeno cultural” · (Fernando Pessoa)

    Pois bem, ele estava corretíssimo: falar é um dom, a não ser que a pessoa nasça muda, mas escrever exige cultura, ou seja, saber ler e escrever, o que normalmente aprendemos na escola, ou pelo menos é o que esperamos. Com tantas escolas municipais e estaduais com um déficit de ensino tão grotesco... Falo isso, porque tenho alunos que estão no 6º ano (antiga 5ª série) e não sabem ler ou escrever bem e são “passados” de ano numa boa. Isso é vergonhoso de se ver ou aceitar!

    Devemos ensinar aos nossos alunos a ler, escrever e compreender o que escreveu!

    E explicar também os benefício da leitura, ensinar que o hábito de ler é importante para sua formação cultural e intelectual!

    Desculpem o desabafo, mas ando um pouco revoltada com o ensino que meus (minhas) alunos(as) andam recebendo...

    Espero que minhas dicas tenham sido valiosas para todos!
    Bjks radic@is procês

Um comentário:

Anônimo disse...

Tô aqui comentando. gostei. beijos Carlos